Iniciando uma carreira em tecnologia

27 de setembro de 2019

 

Em crescimento, a área de tecnologia tem sido uma aposta de empresas dos mais variados segmentos. Não necessariamente é preciso ser do setor para trabalhar com a área e isso fica claro ao vermos os números. Segundo a Corporação Internacional de Dados (IDC), a previsão é de que o mercado de Tecnologia da Informação (TI) cresça cerca de 10,5% até o final do ano.

A demanda pelos profissionais de tecnologia deve aumentar gradativamente. Até o próximo ano o déficit de trabalhadores de TI deve chegar a 750 mil. A Code.org prevê que até lá sejam abertos 1,4 mi de postos de trabalho, mas somente 400 mil serão preenchidas, mostrando que ainda estamos longe de ter um bom número de profissionais qualificados para o setor.

Mas por qual motivo isso acontece?

A área é de inovação. Por conta disso, é esperado que os profissionais busquem estar sempre se especializando e aperfeiçoando para não acabar perdendo espaço dentro do mercado. Uma ideia que parece simples, mas que faz toda a diferença é buscar por certificações. Diversos cursos com poucas horas de duração auxiliam na hora de agregar mais habilidades ou se atualizar naquilo que você já sabe fazer.

Antes de mais nada…

Algumas coisas precisam estar bem claras para quem quer começar na área. Lançar-se às cegas, além de dificultar o processo; também acaba por deixar o profissional perdido dentro de um setor do mercado que conta com os mais variados nichos para atuação. Por conta disso, pense bem antes e não deixe de pesquisar o que cada área realiza dentro do “todo” da tecnologia da informação e comunicação (TIC). Entre elas podemos destacar:

 

  • Programação (mobile e para web);
  • WebDesign;
  • Segurança Digital;
  • Marketing Digital;
  • Análise de sistemas e análise de redes;
  • Administrador de sistemas operacionais;
  • Analista de suporte;
  • Gerente de projetos

 

Em outras palavras, existe um leque de grande proporção para que os profissionais atuem. Além disso, essas são apenas alguns dos nichos existentes no momento, porém, as empresas cada vez mais criam demandas que podem vir a criar novos nichos de atuação. Ou seja, não entre na área sem saber para onde quer ir e, também, para onde pode ir.

 

Andrei Santos Autor

Andrei é Produtor de Conteúdo da área de Marketing da WebGlobal. Graduado em Jornalismo, tem experiência de quase uma década em redação de jornais impressos e produção de conteúdo nos mais diversos segmentos.

Deixe seu comentário

Seu email não sera publicado. Campos com * são obrigatórios.