CTA: Tudo sobre call-to-action e dicas de como utilizar no e-commerce

02 de março de 2017

cta

Você possui uma loja ou uma plataforma de serviços na internet. Nesse trabalho, você cadastra o que você vende no site, cuida da sua manutenção, escolhe as melhores imagens e vídeos e faz mais um monte de coisas que só quem tem um e-commerce sabe. No meio desses detalhes está o famoso CTA, sigla para call-to-action, peça importantíssima para dar sentido a toda a sua estratégia de vendas online.

Para ter noção de como isso é relevante, imagine que um possível cliente encontre seu site e comece a passear por sua plataforma. Ele chega até um determinado produto ou serviço que possa ter despertado seu interesse mas acaba deixando de lado a compra, inibido por não haver uma chamada para incentivá-lo a seguir em frente. É exatamente aí que entram as CTAs.

O que é CTA e para que serve

cta-call-to-actionEssa ferramenta de marketing, que significa “chamada para ação” se traduzirmos literalmente, é utilizada para levar o consumidor ou usuário para uma determinada ação através de um link, sendo aplicada não apenas para cliques em compras, mas podendo também ser um meio de fazer o cliente preencher um formulário de inscrição ou fazer um download, por exemplo.

Por isso, ao clicar em uma call-to-action, o consumidor está realizando o que você deseja, seja a conversão de uma compra ou até mesmo o acesso a uma postagem que você quer que ele leia. Essa multifuncionalidade permite que você personalize sua CTA de acordo com os seus objetivos e seu público, aumentando as chances de atingir o esperado.

Em resumo, uma CTA bem pensada leva o seu alvo a seguir em frente por facilitar a navegação e tornar tudo mais claro, ajudando no processo de “convencimento” ao convidá-lo a apertar o botão do mouse. Para que isso aconteça, saber escolher o tipo certo de CTA é de extrema importância, pois ela pode fazer toda diferença em suas estratégias de venda.

Como montar uma Call-To-Action

A seguir, veja o que é preciso considerar para definir a melhor call-to-action, tendo em mente que ela pode variar muito dependendo de qual seu objetivo. Analise tópicos como:

• Persona e Funil de Vendas
personaAssim como em qualquer planejamento comercial, especificar sua audiência e também o estágio do funil de vendas que ela se encontra são tarefas básicas na hora de montar sua CTA. Pense em quem consome seu produto ou serviço e o nível de interesse da persona que você quer atingir.

Se ela já conhece o que você vende, uma chamada direta para a compra talvez seja o melhor para que ela siga em frente, considerando a agilidade que o e-commerce proporciona. Mas se o produto em foco ainda é pouco conhecido pelo público ou não possui muitas conversões, o mais aconselhável é linkar a CTA para um conteúdo exclusivo da sua loja que desperte o interesse do público que você quer atingir. Você não irá apresentar o seu produto de imediato, mas irá chamar a atenção da sua persona ao criar a necessidade dela comprar o que você vende. É como construir o caminho para atrair o público.

Essa estratégia, chamada de Inbound Marketing e muito utilizada hoje pelos empreendedores da internet, cria conteúdo para despertar o interesse da audiência. Por isso, se o seu e-commerce possui um blog, a dica é utilizar esse recurso para colocar em prática suas CTAs, produzindo um material relacionado ao que você vende para “prender” o possível cliente e depois levá-lo à compra naturalmente.

(Na prática)
Dando um exemplo na prática, vamos supor que você tenha um e-commerce de ar-condicionado. Você tem um blog da sua loja e lá é criado um post sobre “Os benefícios da ar-condicionado para a saúde”. Dentro dessa postagem, você pode inserir uma CTA com um link para outro conteúdo do seu blog, chamado “Como escolher o ar-condicionado ideal”. Pegou a ideia? Você irá fazer o caminho para estimular a compra, podendo ser muito mais eficiente do que aquele “compre aqui” ignorado na home do seu site.

• Formato da call-to-action
call-to-actionO formato do que você está ofertando também deve ser observado para definir o que pode ser mais eficaz. Botões são um dos formatos mais comuns em páginas iniciais de e-commerces, geralmente above the fold, ou seja, visíveis antes que o usuário precise rolar a página para baixo. Eles também são muito usados em campanhas de e-mail, landing pages, dentre outros, ajudando a facilitar a ação relativa a uma decisão que já foi tomada naquele momento.

Além disso, as imagens também são formatos muito utilizados em blogs, mídias sociais e anúncios. Um grande exemplo disso são os banners, que através da imagem por si só carregam mais contexto do que apenas um botão, que depende de outros elementos da página.

Outra possibilidade é inserir o link no texto, não se limitando apenas a posts no blog ou outras páginas no site, mas sendo aplicável também a outros ambientes, como e-mails com tom mais pessoal, por exemplo, garantindo que o link apareça mesmo se as imagens não forem exibidas. Além de decidir o formato, outros detalhes merecem ser observados para construir aquela CTA que vai fazer sua persona clicar. Veja algumas dicas:

Dicas infalíveis para criar uma CTA

• Vá direto ao ponto
Indique exatamente o que você quer que o usuário faça e como fazer isso. Você pode priorizar estruturas como “Receba seu ebook aqui” ou “faça seu cadastro” ao invés de um simples “clique aqui” ou “contato”. Dentro desse item, apostar em frases curtas também é recomendado.

• Priorize verbos no imperativo
Você reparou no que os dois exemplos dados ali em cima têm em comum? Na hora de escrever sua CTA, dê atenção ao modo de escrever utilizando de preferência verbos no imperativo. Em geral, “compre” é melhor que “comprar”.

• Use a urgência
adquira-jáFrases como “adquira agora” ou “receba hoje” mostram o quão simplificada e imediata é a ação e costumam dar bons resultados quando o plano dispensa o trabalho prévio de conteúdo e o cliente já está na última etapa do funil de vendas, ou seja, está pronto para a compra.

• Utilize números
Ao produzir uma CTA, o indicado é deixar o mais evidente possível para o usuário o que ele está fazendo, e uma boa forma de deixar claro os benefícios da ação é utilizar números. “Ganhe agora 40% de desconto” ou “Compre hoje por apenas R$19,90” são alguns exemplos.

• Faça com que suas chamadas sigam as regras da web
Para isso, o conselho é manter os links sublinhados e/ou em uma cor diferente do resto do texto para destacar sua CTA. Se estiver usando um botão, você pode usar um efeito 3D para deixar com uma aparência de clicável. Além disso, garanta que tudo que funciona como link (textos, imagens ou botões) mude o modo padrão do cursor do mouse (a famosa setinha) para o formato clicável (uma mão apontando).

• Pense nas cores
Todos os elementos da sua loja online, incluindo textos e imagens, estão concorrendo diretamente com a call-to-action que você utiliza para chamar a atenção do usuário. Por isso, se você quer que o público olhe para uma CTA específica, ela deve ganhar destaque para cumprir esse papel. Aposte em cores que contrastem com os outros elementos da página para garantir a atenção.

• Verifique o posicionamento
cta-posicaoSeguir todas as instruções acima pode não ser o suficiente se você deixar sua CTA escondida. Portanto, veja se sua call-to-action está em uma posição que favoreça a visualização, poupando que o usuário tenha que rolar a barra, como citamos ao falarmos dos botões.

• Defina um tamanho
Obviamente, o tamanho da CTA também faz muita diferença. A dica é pensar no tamanho de cada chamada de acordo com o nível de importância.

• Faça testes
Se você ainda tem dúvidas quanto à cor, posicionamento ou até mesmo sobre o texto de suas CTAs, o segredo é testar. Você pode experimentar opções diferentes a cada semana e ir medindo os resultados para saber qual funciona melhor dentro do seu e-commerce.

Agora que você já sabe sobre a importância de utilizar as CTAs nas suas estratégias de vendas, observe melhor e comece a colocar essas dicas em prática. Além disso, vale também pesquisar bastante antes de criar as chamadas, procurando referências e olhando páginas de outras empresas que você admira, incluindo os grandes players do mercado online.

Deixe aqui um comentário e compartilhe suas ideias com a gente!

Redação do Portal WebGlobal

Gabriela Giacomini Autor

Gabriela é editora de conteúdo da WebGlobal. Graduada em Letras e em Jornalismo, tem experiência escrevendo assuntos relacionados ao e-commerce e à tecnologia, buscando sempre desenvolver e compartilhar conteúdos ricos.

Deixe seu comentário

Seu email não sera publicado. Campos com * são obrigatórios.