Criando um ambiente de inovação em sua empresa

23 de agosto de 2019

Tem se tornado crescente o número de empresas cujo formato de trabalho é considerado “moderninho” por muitos. No entanto, o que significa essa modernidade? Mais do que operar de forma a deixar a tecnologia tomar conta dos processos, a modernidade também se dá no ambiente de trabalho de seus colaboradores, garantindo mais do que apenas funcionários de cabeça baixa realizando tarefas de forma robótica, mas sim de forma leve e que garante a realização satisfatória das atividades propostas.

Muito além de investir em alta tecnologia, garantir que os colaboradores atuem em um ambiente inovador é uma das principais tarefas a se realizar. E quando se fala em ambiente inovador, se considera também a qualidade do local de trabalho dos colaboradores. Um estudo da Universidade da Califórnia descobriu que um colaborado feliz no trabalho produz até 31% mais do que os demais. Para criar um bom local de trabalho, em que o ambiente seja leve e incentive a inovação, alguns pontos importantes precisam receber atenção.

 

Diversifique!

Vamos começar afirmando o óbvio: nem todo mundo é um grande gênio. Dito isso, precisamos lembrar que isso é bom. Sim, ter uma pessoa acima da média em sua equipe é algo que ajuda muito, no entanto, é importante ter todo tipo de pessoas. Com diferentes visões, vivências, experiências; o trabalho deixa de ser quadrado e reto, e passa a ser mais criativo e tomar formas inesperadas.

Você NÃO está colado na cadeira!

No início do trabalho na atual empresa onde estou, minha supervisora me viu trabalhando focado ao ponto de estar desconfortável. Foi então que ela afirmou que eu “não estava colado na cadeira”. E é isso que é necessário ter em mente quanto mais desconfortável, cansado e estressado estiver seu colaborador, mais chances de cometer erros haverá; assim como mais chances do trabalho não ficar correto ou precisar ser refeito inúmeras vezes. Inovação é – também – criatividade e estimular a criatividade não acontece sentado por oito horas em uma cadeira sem tempo para espairecer. Não é só trabalho, é preciso um pouco de descontração.

Não tenha barreiras!

Aqui falamos diretamente sobre a relação empregado x empregador. Quando seu colaborador não tem liberdade para conversar com seus gestor, patrão ou até mesmo um colega de trabalho, o ambiente fica pesado e os problemas tendem a não se resolver de maneira simples – como deveriam. É preciso derrubar os muros e garantir que qualquer pessoa, independente do cargo, se sinta confortável para trazer aos “superiores” alguma sugestão, ideia de negócio, solução ou, claro, problemas a serem resolvidos.

O futuro é Home Office!

Por fim, vale a pena olhar com bons olhos para o Home Office. Se não uma empresa exclusivamente nessa modalidade, oferecer alguns dias para que seus colaboradores trabalhem de casa é uma ação que ajuda a melhorar a qualidade de vida dos funcionários sem perder produtividade.

Obviamente essa não é uma modalidade de trabalho para todos e acompanhar o ritmo dos funcionários é uma tarefa que precisa ser realizada para ter certeza de que foi feita a escolha certa. No entanto, ao funcionar, torna-se muito benéfico para a empresa e para o funcionário também.

Andrei Santos Autor

Andrei é Produtor de Conteúdo da área de Marketing da WebGlobal. Graduado em Jornalismo, tem experiência de quase uma década em redação de jornais impressos e produção de conteúdo nos mais diversos segmentos.

Deixe seu comentário

Seu email não sera publicado. Campos com * são obrigatórios.