Como o monitoramento de preço sugerido pode ajudar sua marca?

06 de junho de 2019

Causadora de polêmicas entre o varejo e a indústria, a política de preço sugerido praticada pelas marcas e fabricantes é garantida por lei, mas não é obrigatório seguir essa política, a decisão depende de como o varejista faz seu acordo com o fabricante. No entanto, não são poucas as lojas que acabam por precificar abaixo ou acima da sugestão.

Mas, por qual motivo é importante prestar atenção nisso?

Quando um varejo não segue sua política de preços há a possibilidade de desvalorização do produto. Isso pode acontecer para ambos os lados: quando o valor praticado foi muito abaixo da sugestão ou mais alto. Essa desvalorização afeta os negócios e pode fazer com que não só o varejo como também as fabricantes tenham prejuízos e percam vendas. Então, como evitar que isso aconteça?

Monitore o trabalho do varejo

Ao monitorar o cenário do varejo você consegue saber as lojas que estão praticando sua política de preço sugerido. Isso se faz necessário para que você consiga saber quais lojas devem ser melhor exploradas para aumentar suas vendas, ao traçar estratégias específicas para elas, mas também para saber quais locais não estão agindo de forma correta e podem não lhe render o retorno esperado, exatamente por não seguir a sugestão.

Com o monitoramento você ainda pode receber alertas para saber quando alguma loja está praticando preços muito além do normal com seus produtos. Isso garante tempo para que você trace estratégias para evitar perdas que podem vir a acontecer.

Por fim – mas não menos importante – ao monitorar, você pode usar os dados para entender um pouco o público que consome sua marca e prever ações. As estratégias criadas a partir desses dados ajudam a garantir a assertividade e a conversão de vendas, além de abrir a possibilidade de novos clientes adquirindo seu produto.

admin Autor

Deixe seu comentário

Seu email não sera publicado. Campos com * são obrigatórios.